facebook  webmail-2  IOS NOVO  AND NOVO  anuario-icone

 

Newsletter

Inscreva-se aqui para receber as novidades da Diocese de Nova Friburgo.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
papa-le-mensagem-para-a-sociedade-da-missoes-africanas"A evangelização assume a vida humana, vivendo concretamente os sofrimentos de Cristo nas...
bispo-crisma-fieis-em-conceicao-de-macabu-macae-e-nova-friburgoAs Paróquias Nossa Senhora da Conceição, em Conceição de Macabu, e Nossa Senhora da Glória, em...
litoral-paroquia-santo-antonio-promovera-peregrinacao-mariana-dia-255A Paróquia Santo Antônio, em Macaé, promoverá a 7ª Peregrinação Mariana no próximo dia 25/5....
leigas-consagradas-participam-de-retiro-anualAs Leigas Consagradas da Diocese participaram entre os dias 17 e 19 de maio do Retiro Anual....
norte-pe-joao-tadeu-celebra-50-anos-de-vidaA Matriz Paroquial São João Batista, em Laranjais, celebrou em 11 de maio, às 18h, a Santa...

Missa do Crisma e início do Tríduo Pascal reúnem clero e fiéis

A Igreja Católica no mundo celebrou na Quinta-feira Santa (18/4) as Missas do Crisma com a Renovação das Promessas Sacerdotais e da Ceia do Senhor com o Rito do Lava-pés, seguida da Vigília Pascal. As cerimônias recordaram os últimos passos de Jesus antes de Sua Paixão, Morte e Ressurreição e Seus ensinamentos de misericórdia, amor ao próximo e serviço. O Bispo Diocesano, Dom Edney Gouvêa Mattoso, presidiu as duas Solenidades na Catedral de São João Batista, em Nova Friburgo.

Santa Missa do Crisma com Renovação das Promessas Sacerdotais

Unido ao Clero de toda a Diocese, Dom Edney presidiu a Santa Missa do Crisma com a Renovação das Promessas Sacerdotais, momento em que os presbíteros são convidados a reafirmar suas vocações.

 site destaque 2019 quintafeirasanta 1

- É uma bela ocasião para renovarmos nosso sacerdócio, nossa alegria, e buscarmos nas lembranças o entusiasmo dos primeiros anos da descoberta vocacional. Esse dia se reveste de grande júbilo para todos nós. É preciso que tenhamos a coragem de mergulhar no sentido mais profundo que nos levou ao Ministério Sacerdotal e, a partir daí, renovar nossos propósitos para uma vida de testemunho, que manifeste Jesus ao mundo – exortou o Epíscopo logo no início da Eucaristia.

Citando o profeta Jeremias, Dom Edney recordou na homilia o chamado ao sacerdócio desde o ventre materno. “Precisamos perceber que o nosso chamado não aconteceu num repente, não é fruto de uma ideia fixa. Ele foi se explicitando ao longo da nossa vida”. O Bispo refletiu ainda sobre a conduta do sacerdote junto à sociedade atual e sobre a importância de uma vida ancorada e alimentada na oração. “Somos administradores dos Sacramentos do Senhor, da Igreja, somos aqueles que Deus colocou como médicos para o Seu povo”.

 site destaque 2019 quintafeirasanta 2

O Sucessor dos Apóstolos, dirigindo-se aos padres, deixou um conselho. “Ao sairmos desta Celebração, revigorados pela renovação das promessas sacerdotais, com essas palavras bem gravadas dentro de nós, voltemos ao nosso povo e vejamos nele aquilo que ele vê em nós: outros Cristos, o próprio Cristo”. A unidade também foi pontuada durante a homilia. “É uma questão muito importante: trabalhar cada vez mais pela unidade. Unidade no presbitério, com o Bispo, com o nosso povo”.

Finalizando, o Bispo citou um trecho da Primeira Leitura: ‘Vós sois os sacerdotes do Senhor, chamados 'ministros de nosso Deus'’. “Meus irmãos, que o sejamos cada vez mais em plenitude, para que possamos cantar ao nosso povo eternamente o Amor de Deus. Que a Semana Santa que estamos vivendo possa marcar na nossa vida, de uma forma indelével, esse desejo de correspondermos ao chamado que Deus nos fez”.

 site destaque 2019 quintafeirasanta 3

Com o encerramento da homilia, diante do Bispo e da comunidade ali presente, aconteceu a renovação das promessas sacerdotais. Posteriormente, os ritos das Bênçãos dos Óleos dos Catecúmenos e dos Enfermos e a Consagração do Santo Óleo do Crisma foram realizados. Ao final da Celebração, Dom Edney desejou uma Feliz e Santa Páscoa aos presentes, estendendo os votos a todas as comunidades ali representadas.

Santa Missa Ceia do Senhor e Lava-pés

Com a Santa Missa das 19h, teve início o Tríduo Pascal. Ao recordar a Última Ceia de Jesus com os discípulos, a Igreja celebrou a Instituição da Eucaristia e, ao lavar os pés de 12 homens, Dom Edney rememorou o gesto de Cristo, que deixou a todos um testemunho da vocação ao serviço.

 site destaque 2019 quintafeirasanta 4

- Reunimo-nos nesta noite para a Santa Missa chamada In Coena Domini, a Ceia do Senhor, ocasião em que Jesus nos dá três grandes preciosidades: a Instituição do Sacerdócio, o Mandamento do Amor e a Eucaristia. Nesta Ceia, na noite em que ia ser entregue, Jesus nos dá esses três presentes para que, nutrido por eles, a Igreja, Seu povo, possa fazer a grande travessia pelo mar da vida até chegar à pátria definitiva, onde Deus será Tudo em todos – afirmou o Bispo nos ritos iniciais, ocasião em que aproveitou para saudar o Vigário Geral da Diocese e Pároco da Catedral, Pe. Marcus Vinicius Macedo, o Mestre de Cerimônias, Pe. Raphael Costa, e todo o povo de Deus presente.

Recordando trechos da homilia da cerimônia matutina, o Epíscopo falou sobre a ação do inimigo no mundo.

- A vitória do nosso inimigo é manifestar a Deus que a Sua obra fracassou. Gostaria que guardássemos bem claro isso: a grande vitória do inimigo é manifestar a Deus que aqueles a quem Ele tanto ama, por quem foi capaz de dar a Própria Vida, não merecem. Ele é nosso inimigo, mas também não pode nos fazer mal, nem para isso ele tem poder, a não ser que use uns contra os outros. Ou seja, ele só pode nos atingir através de outra pessoa, frágil, debilitada, sem ter acesso a tudo àquilo que fortalece o cristão na sua vida. E o que nos fortalece? É a Eucaristia, a oração, o acesso aos sacramentos, a vida de comunhão. O que Jesus nos deu foi exatamente esses meios para vencer o antigo inimigo.

 site destaque 2019 quintafeirasanta 5

Frisando a passagem em que Cristo diz ‘Eis que estou convosco todos os dias, até o fim do mundo’ (Mt 28, 20), o Prelado destacou. “Ele não está só conosco, Ele está em nós!”. Abordando os três presentes deixados por Jesus – a Instituição do Sacerdócio, o Mandamento do Amor e a Eucaristia - afirmou que o Sacramento Eucarístico é “alimento e remédio. Alimento da nossa vida espiritual, remédio para nossas fraquezas”.

A respeito do lava-pés, o Bispo fez um paralelo com o Calvário.

- Agora mesmo ouvimos a narrativa do Evangelho em que Jesus, tomando uma toalha, abaixou-se diante dos Seus discípulos, lavando-lhes os pés para com isso nos deixar a grande síntese que seria consumada no Calvário, pois lá sim foi o grande lava-pés de Jesus não só aos discípulos, mas a toda a humanidade. Foi lá que Nosso Senhor dobrou-se diante da criatura lavando-nos os pés, associando-nos a Si, na Sua morte, para termos parte com Ele em Sua Ressurreição.

 site destaque 2019 quintafeirasanta 6

Sobre o grande ensinamento deixado pelo Filho de Deus, explicou que “quem cumpre o mandamento “Amai-vos uns aos outros, como eu vos amo” não precisa se preocupar em gravar na mente os outros mandamentos. Pois, quem ama como Jesus amou, ama a Deus sobre todas as coisas, ama ao próximo não como a si mesmo, mas a exemplo de Cristo. E se faz isso, não descumpre nenhum dos outros mandamentos, todos serão uma consequência lógica desse primeiro cumprimento”.

Do Evangelho do dia, falou sobre o seguinte trecho: ‘O diabo já tinha posto no coração de Judas, filho de Simão Iscariotes, o propósito de entregar Jesus’ (Jo 13, 2).

- O coração de Judas já estava tomado pelas trevas. E que trevas são essas? Da autossuficiência, do orgulho, de achar que era ele que tinha razão porque Jesus, afinal, tinha que se manifestar as autoridades como o Filho de Deus, pois só assim os projetos revolucionários dos zelotes, dos quais Judas fazia parte, seriam bem-sucedidos e eles, enfim, se livrariam do jugo romano. Só que Jesus, reiteradas vezes, disse ‘Meu reino não é deste mundo’ e, por conta disso, permaneceu mudo como ovelha diante dos seus tosquiadores. E Judas, depois de ter feito o que fez, só encontrou lugar para um grande vazio que gritava dentro de si, pois essa é a outra faceta do inimigo: leva-nos ao pecado e depois é o primeiro a nos acusar.

 site destaque 2019 quintafeirasanta 7

Encerrando, Dom Edney exortou. “Que a celebração de hoje, abrindo o Sagrado Tríduo Pascal, nos leve a experimentar a Paixão e Morte do Senhor com os olhos fixos na Ressurreição, na vitória final”. E complementou. “Vale a pena enfrentar a dureza do caminho, tirar as pedras que nos fazem tropeçar. Vale a pena porque Deus não desiste de nós. Ele apostou todas as fichas em nós e a Ressurreição de Jesus proclama isso”.

Após a homilia, aconteceu o Rito do Lava-pés. Concluindo a primeira etapa da cerimônia, teve início a Vigília Eucarística. Bispo, padres, seminaristas, ministros, religiosos e o povo de Deus se colocaram diante do Santíssimo atendendo ao convite do Pai: mergulhar intensa e verdadeiramente no mistério da Paixão de Cristo. O ambiente de silêncio, oração e penitência marcou as horas de adoração. A Vigília foi concluída por volta das 14h45 da Sexta-feira Santa (19/4).

Texto: Aldo Marques e Monara Teixeira
Fotos: Aldo Marques, Carolina Pietrani e Lilian Rose
link hotsite3

PARÓQUIAS DA DIOCESE

 

Pensamento da Semana

 O que nos dá alegria e nos aproxima de Deus devemos buscar para os irmãos.

Dom Edney Gouvêa Mattoso