facebook  webmail-2  IOS NOVO  AND NOVO  anuario-icone  icone mariano branco3 

 

Newsletter

Inscreva-se aqui para receber as novidades da Diocese de Nova Friburgo.
bispo-diocesano-se-reune-com-coordenadores-da-pascom-no-vicariato-litoralComo parte da programação da agenda do Projeto Governo Itinerante no Vicariato Litoral, o...
sede-decimo-cor-adulto-e-realizado-na-paroquia-nossa-senhora-das-gracasA Paróquia Nossa Senhora das Graças, em Olaria – Nova Friburgo, realizou nos dias 15 e 16 de...
seminaristas-fazem-missao-em-jaguarembe-rio-das-ostras-e-na-diocese-de-jardimOs seminaristas do Seminário Diocesano Imaculada Conceição, em Nova Friburgo, começaram o...
dom-edney-visita-capela-sao-joao-batista-em-quissamaQuase um mês após crismar jovens e adultos da Paróquia Nossa Senhora do Desterro, em Quissamã,...
paroquia-de-casimiro-celebra-nossa-senhora-do-carmoNo dia 16 de julho, a Igreja Católica celebrou a memória de Nossa Senhora do Carmo. Dentro das...

Padroeiros da Diocese - Imaculada Conceição

Por Breve Pontifício de 3 de junho de 1961, a Diocese de Nova Friburgo recebeu como Padroeira Principal a Bem-aventurada Virgem Maria sob o título de "Imaculada Conceição", e como Padroeiro secundário São João Batista. No domingo, 27 de maio de 1962, depois de encerrado o tríduo diocesano, foi feita a Consagração da Diocese à Imaculada Conceição, com a participação de todas as paróquias. A consagração da Diocese de Nova Friburgo à Imaculada Conceição aconteceu no dia em 27 de maio de 1962. Esta foi a oração usada: Oração composta por D. Clemente José Carlos Isnard: Virgem Mãe de Deus, Senhora da Imaculada Conceição, nós vos consagramos solenemente esta Nossa Diocese de Nova Friburgo. Que pela voz do Bispo vos falam hoje o clero diocesano e regular, os seminaristas, as religiosas e todo o povo fiel das vinte e três paróquias que integram a Diocese: queremos ser vossos para sempre, elegendo-Vos como Rainha, Padroeira e Advogada nossa, confiando-Vos todas as nossas esperanças terrenas e celestes, entregando- Vos tudo o que somos e tudo o que possuímos. Vós que sois o modelo e a mais pura realização da Igreja de Cristo, alcançai de Deus que a Diocese de Nova Friburgo se torne, cada dia mais, uma verdadeira comunidade cristã, onde se adore a Deus em espírito e verdade, e os irmãos se amem mutuamente, sem acepção de pessoas, na caridade de Cristo. Com vossa poderosa intercessão e vosso imenso amor materno purificai e santificai a Igreja de Nova Friburgo. Modelai-a à Vossa se-melhança, ó Maria Imaculada, e que seja assim mais agradável a Deus e mais fiel aos insondáveis desígnios da divina misericórdia a seu respeito. Como antecipastes nas Bodas de Caná a hora do primeiro milagre de Cristo, alcançai desde já operários para a messe, que é tão grande, que venham mais sacerdotes, que as nossas vocações sacerdotais amadureçam nos seminários, que se organize eficazmente o apostolado leigo! Vós sois nosso amor, nossa confiança e nossa glória. Cercai-nos, pois, de proteção; ajudai nossa fraqueza; tende piedade de nossas quedas. Guiai-nos, Mãe Santíssima, qual estrela do mar sempre luminosa, através das sombras da terrena peregrinação até às claridades eternas, na Casa do Pai. Ó Clemente, ó piedosa, ó doce Virgem Maria, fazei-nos Vossos totalmente, para que sejamos totalmente de Cristo e por Cristo, de Deus. segue na íntegra o texto do Breve Pontifício: "João Papa XXIII - Para perpétua lembrança." "Dificilmente poderemos exprimir a alegria que nos proporcionou a carta do Venerável Irmão Clemente José Carlos Isnard, Bispo de Nova Friburgo. Pois ela manifesta não apenas a devoção de um Bispo ou de alguns sacerdotes para com a Santíssima Virgem, mas a de todo o povo que reside na nova Diocese. Tal carta fez-nos ver como se unem harmoniosamente o passado e o presente.Com efeito, no Brasil, há muitos anos, o culto da Bem-aventurada Virgem Maria Concebida sem Pecado, vem se propagando admiravelmente. A mesma Virgem invocada sob a denominação popular de "Aparecida", é saudada, desde muito tempo, como padroeira principal de todo o povo brasileiro. De igual modo, sabemos muito bem que a Diocese de Nova Friburgo, embora tenha sido criada recentemente, conta em seu território muitas Paróquias honradas com o título e o nome de Maria, e em particular a região e Município de Conceição de Macabu. Temos, portanto, presentes em nosso espírito as razões em que se baseia tão oportuna petição."Nem ignoramos, outro lado, os objetivos visados em alcançar a poderosíssima proteção da Santíssima Virgem. Ela é, como se apregoa por justos méritos, "a que sozinha extinguiu todas as divisões no mundo inteiro". E por este motivo implora-se o Seu auxílio para afastar e repelir as doutrinas subversivas, bem como outros gravíssimos danos para as almas. Alegramo-nos enfim e nos regozijamos por ter sido escolhido S. João Batista como segundo Padroeiro, uma vez que a Igreja Catedral de Nova Friburgo foi consagrada em honra ao mesmo Santo. Além disso, em outras localidades o "arauto de Cristo" recebe cada dia maior veneração. Julgamos por isso dever atender de muito boa vontade as súplicas do mesmo Venerável Irmão, dirigidas também em nome dos sacerdotes e fiéis. E assim, de acordo com o decreto da S. Congregação dos Ritos, depois de ponderar atentamente toda a questão, com pleno conhecimento e madura deliberação Nossa, e segundo a plenitude e poder Apostólico, constituímos, por força deste Breve e declaramos para sempre a Bem-aventurada Virgem Maria, sob o título de "IMACULADA CONCEIÇÃO", Padroeira Principal, junto de Deus, da Diocese de Nova Friburgo, e a São João Batista celeste Padroeiro menos principal da mesma Diocese. A ambos se anexem todas as honras e privilégios litúrgicos que de direito competem aos Padroeiros dos lugares, quer principais, quer secundários. Ao proclamarmos esta Decisão, determinamos que o presente Breve mantenha perpetuamente sua força, validade e eficácia. Que obtenha e produza integralmente todos os seus efeitos. Que beneficie plenamente a todos a quem se refira ou possa referir, atualmente ou no futuro. Estabelecemos que desta maneira deve ser entendido e definido. Fica desde já considerado nulo e sem efeito tudo aquilo que se empreender em desacordo com este documento por quem quer que seja, em virtude de qualquer autoridade ou cientemente ou por ignorância. "Dado em Roma, junto de S. Pedro, sob o anel do Pescador, no dia três de junho do ano 1961, terceiro do Nosso Pontificado." Domingo, Cardeal Tardini, secretário de Estado.

link hotsite3

PARÓQUIAS DA DIOCESE

 

Pensamento da Semana

 O que nos dá alegria e nos aproxima de Deus devemos buscar para os irmãos.

Dom Edney Gouvêa Mattoso